Filme mais esperado ano tem pré-estreia hoje no Recife

Crédito: Reprodução do Youtube

Crédito: Reprodução do Youtube

Foi disputadíssima a venda de ingressos para a pré-estreia do filme Cinquenta Tons de Cinza, à meia-noite de hoje, nos cinemas de todo o país, inclusive no Recife, aproveitando o Dia dos Namorados nos Estados Unidos.  O longa pagou o recorde de 50 milhões de dólares pelo direito de adaptar o best-seller da autora britânica E.L. James, uma história de amor, erotismo e perversão (há controvérsias) que deixou um exército de mocinhas ouriçadas mundo afora.

“No sexo, é divertido sair do ‘papai e mamãe’, brincar com algemas, chicotes, velas, desde que seja consensual. O filme ajudará ainda mais a quebrar tabus, porque vai amplificar o alcance do livro. Há muitos homens bem-sucedidos que gostam de ser dominados”, afirma Bianca Jahara, apresentadora do programa ‘Penetra’, no Canal Sexy Hot.

Cena do trailer do filmes "Cinquenta Tons de Cinza". Crédito: Youtube / Reprodução

Cena do trailer do filmes “Cinquenta Tons de Cinza”.
Crédito: Youtube / Reprodução

Mas nem todas as ‘especialistas’ em sexo curtiram o romance erótico que foi escrito tendo os livros da série ‘Crepúsculo’ como inspiração. A consultora de moda íntima Karen Ferreira, 33, professora de dança, massagens eróticas e “práticas picantes”, considera ‘Cinquenta Tons’ ultrapassado, mas tem pistas sobre o sucesso. “Todas as mulheres querem algo diferente, sem exceção”

O amor, apesar de tudo, pode pairar acima do sexo explícito nas páginas que, já se sabe, não estará no filme. É o que pensa a pernambucana Rayanna Pereira, 22, criadora do site ‘Finilla 50 Shades Of Grey BR’, página sobre o livro/filme com três milhões de acessos na internet. “Todo mundo que ama é um pouco submisso. O Christian é carente, desperta o instinto materno nas mulheres”, opina. E revela: “Fui criada cheia de pudores, o livro me trouxe liberdade, passei a falar sobre relacionamentos com a minha mãe e foi ótimo”.

Author: João Alberto

Share This Post On