Norte-americana revela que já esteve no céu

Mary Neal/Daily Mail/Reprodução

Mary Neal/Daily Mail/Reprodução

 

Uma cirurgiã ortopédica americana – que sofreu um grave acidente em 1999, no sul do Chile – defende que “conheceu o céu” durante uma experiência de “quase-morte” e que teria sido avisada da morte de seu filho, que aconteceu uma década depois. As informações são do Daily Mail. Segundo a publicação, Dr. Mary Neal, que vive no estado Wyoming, nos Estados Unidos, estava em uma viagem com seu marido e com amigos, quando ficou presa debaixo de uma cachoeira, em 1999. Na ocasião, ela ficou cerca de 24 minutos sem respirar e tida como morta. Mais tarde, um trabalho de resgate conseguiu trazê-la de volta à vida.

Desde então, Mary defende que foi ao céu nesses minutos de “quase-morte” e que foi avisada que “ainda não era a sua hora de morrer”. Por conta disso, Mary teria sido trazida de volta à vida, com uma missão: a de divulgar sua experiência. A história e a experiência de Mary Neal foram relatadas em um documentário exibido no programa americano Oprah Winfrey Show.

Perguntada sobre como é o céu, Mary diz que não há nenhuma referência na terra que possa se assemelhar ao paraíso. “Os sentidos eram diferentes. Quero dizer, a beleza era incrivelmente intensa, mas não tem como explicar”, afirma. Segundo especialistas, a cirurgiã ortopédica não teve nenhum dano cerebral durante o acidente. Além disso, como uma “mulher da ciência”, a americana já buscou diversas maneiras de explicar o que lhe aconteceu de acordo com os métodos científicos, mas “não conseguiu encontrar outra explicação se não a fé”.

Autor:: João Alberto

Compartilhe este post sobre