Entrevista com Humberto Gessinger

Nesta sexta, o cantor Humberto Gessinger aporta no Recife com o show do seu projeto solo “inSULar”. Ele se apresenta na festa “Porque Hoje É Rock!”, que acontece no Chevrolet Hall. A banda Bíquini Cavadão também se apresenta na noite. O cantor abriu um espaço na agenda para conversar com o Blog João Alberto e falou sobre o novo projeto, planos de escrever mais livros e novas composições. Confira a entrevista:

Humberto Gessinger. Crédito: Reprodução Facebook

Humberto Gessinger.
Crédito: Reprodução Facebook

– “inSULar” é seu primeiro álbum da carreira solo. Como foi feita a escolha do repertório?

Há 10 anos eu não lançava um disco só de músicas inéditas. Foi bom ter esperado esse tempo. Pude ser bem rigoroso na escolha do material e na busca do arranjo certo.

– As músicas do álbum têm alguma influência da sua época do Engenheiros do Hawai? Por quanto tempo você planejou esse primeiro projeto solo?

Sim, as músicas poderiam estar num disco dos EngHaw. Só resolvi colocar meu nome à frente por ser um disco com muitos convidados, sem uma banda fixa me acompanhando. Há, inclusive, a participação de duas formações dos EngHaw, em duas músicas.

Humberto Gessinger. Crédito: Bruno Caimi/Divulgação

Humberto Gessinger.
Crédito: Bruno Caimi/Divulgação

– Você tem uma extensa lista de composições, mas a maioria delas são interpretadas por você mesmo. Pensa, em algum ponto da carreira, em fazer parceria com outros intérpretes? Quem você queria que cantasse suas músicas?

É sempre bacana ouvir outras interpretações da minha música. Gosto muito de ouvi-lás em estilos diferentes, forró, samba, etc… acho uma experiência enriquecedora. Recentemente foi lançada a coletânea “Espelho Retrovisor” com vários artistas cantando minhas canções. Fiquei emocionado com a diversidade das bandas que participaram.

– A resposta do público a sua carreira solo está sendo muito boa, principalmente entre os mais jovens. Surpreende-te o fato de uma geração não contemporânea do Engenheiros, seu principal projeto, estar curtindo seu som?

De fato, meu público se renovou muito. Mas no fim das contas, arte é feita para romper barreiras de tempo e espaço, né? É bom que seja!

Humberto Gessinger. Crédito: Reprodução Facebook

Humberto Gessinger.
Crédito: Reprodução Facebook

– Além de cantar, você também escreve. Está com algum projeto para livros futuros?

Sigo escrevendo, mas só vou lançar livro novo no fim do ano que vem. Estou 100% focado na tour do inSULar.

– O show de “inSULar” já passou pelo Recife outras vezes e sempre foi muito bem recebido. O que o público pode esperar para este próximo show?

Sim, foram muito legais as passagens por Recife. Agora será a primeira depois do lançamento do DVD. Vamos tocar todas as músicas que estão nele. Além de alguns clássicos que ficaram de fora, mas que ainda me emociono ao tocar.

Author: Beatriz Pires

Share This Post On