Joaquim Barbosa critica a presidente Dilma Rousseff (e ele tem razão)

Joaquim Barbosa - Crédito: Felipe Sampaio/ SCO/STF

Joaquim Barbosa – Crédito: Felipe Sampaio/ SCO/STF

O ex-ministro Joaquim Barbosa, do Supremo Tribunal Federal, disse que a presidente Dilma Rousseff cometeu um ‘erro político imperdoável’ ao não vetar a lei aprovada pelo Congresso que aumentou os recursos destinados ao Fundo Partidário. “Há cerca de um mês a presidente da República, em um gesto absolutamente insensato, deixou de vetar uma lei irracional votada pelo Congresso que aumentou o valor do fundo partidário. Essa verba do orçamento que banca as atividades dos partidos, era algo de duzentos e poucos milhões de reais, que já era uma quantia enorme, foi aumentada para 900 milhões de reais.A presidente da República deveria ter vetado, mas deixou passar, um erro político imperdoável”, disse o ex-presidente da mais alta Corte judicial do País. Num momento em que é feito um enorme esforço para conter gastos foi, realmente, um verdadeiro absurdo. Com relacionamento dificl com o Congresso, ele não quis contrariar os políticos, mas perdeu uma grande chance de mostrar que pensava primeiro no país, depois na sua situação política.

A presidente Dilma Rousseff estará presente na festa de abertura oficial da fábrica da Fiat Chrysler dia 28 de abril, em Goiana. Crédito: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

A presidente Dilma Rousseff e Crédito: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Author: João Alberto

Share This Post On