Golpe do Uber já afetou mais de 40 mil usuários no Brasil

No dia 17 de junho, uma ameaça aos usuários do Uber foi detectada, já tendo atingido mais de 40 mil brasileiros até então, segundo a ESET, consultoria especializada em segurança virtual. Entenda como funciona: um link malicioso divulgado nas redes sociais e no WhatsApp direciona a pessoa para uma página com layout semelhante ao do Uber, prometendo um suposto cupom de desconto de R$ 100.

Imagem ilustrativa - Crédito: Divulgação

Imagem ilustrativa – Crédito: Divulgação

O usuário precisa preencher um cadastro apontando informações pessoais como nome, CPF, telefone e os dados de seu cartão de crédito, para ter acesso ao “bônus”.Com a posse do número do cartão, do código de segurança e da data de validade do mesmo, o criminoso pode efetuar compras utilizando do crédito da vítima.

A questão é que após preencher o tal cadastro, a pessoa é levada para o site oficial do Uber, o que de certa forma, a despista sobre a possibilidade de um golpe. A constatação virá apenas quando ela perceber que não conseguiu desconto algum e que transações financeiras foram feitas em seu nome.

A ESET recomenda o uso de softwares de segurança e muita cautela na navegação, para evitar esse tipo de situação. “Não divulgue dados pessoais e financeiros sem ter certeza do destinatário, duvide de promoções muito vantajosas e nunca clique em links ou anexos de e-mails sem verificar sua procedência”, orienta Camillo Di Jorge, presidente da empresa no Brasil. Já o Uber informa por meio de nota, que alerta seus usuários a nunca compartilharem os dados dos respectivos cadastros, incluindo aí login e senha do aplicativo.

Author: Júlia Molinari

Share This Post On