Classic Hall planeja feiras para o segundo semestre deste ano

Por Mariane Magno

Foto: Divulgação

Após o sucesso da Fenahall 2021,  primeira feira de Pernambuco a ser realizada durante a pandemia, que, segundo o local, seguiu todos os protocolos determinados pelos órgãos competentes, o Classic Hall anuncia novas três feiras no mesmo formato que serão realizadas entre os meses de agosto e setembro deste ano, com objetivo de ampliar negócios e aquecer a economia do estado neste período.

As feiras serão: Open House, nos dias 20 a 22 de agosto, com oportunidades para compra, venda e aluguel de imóveis, atreladas à ofertas de móveis e materiais de construção; Filhotes, nos dias 27 a 29 de agosto, com a presença de grandes marcas de produtos e serviços do setor infantil e de animais de estimação; e a Beauty Hall, de 3 a 7 de setembro, que promete reunir as últimas tendências do setor de beleza e estética. 

“Mesmo com uma parte da população vacinada, vamos continuar com todos os cuidados durante o período de funcionamento das feiras, incluindo a fiscalização do distanciamento social para evitar aglomerações, obrigatoriedade do uso de máscara de proteção, aferição de temperatura corporal e higienização. Também não será permitido degustar ou consumir bebidas alcoólicas e todo o manuseio de produtos dentro dos estandes será feito com o apoio dos expositores. Além disso, a nossa equipe estará atenta aos detalhes e cuidados de sanitização do ambiente”, adiantou Lincoln Costa, diretor comercial do Classic Hall. 

A empresária Silvia Furtado, que assina a produção das três feiras junto com o Classic Hall, acredita que os segmentos que serão explorados evoluíram muito nos meses de isolamento e prevê uma grande procura por estandes: “As feiras possibilitam não só excelentes oportunidades para quem procura adquirir um produto ou bem, como também encontros com o potencial de estabelecer parcerias certeiras e troca de informações e conhecimento que contribuem para o crescimento de empresas, além de gerar vendas diretas e indiretas, aquecendo o mercado como um todo. O nosso estado está carente deste tipo de negócio. Já realizei inúmeras feiras em Pernambuco, conheço bem o setor e estou muito confiante.”, explica.

Author: Larissa Lins

Compartilhe este post

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.