Rogério Caboclo não deve volta à presidência da CBF

Crédito: Leandro Lopes/Divulgação

As aposta são de que Rogério Caboclo, afastado por 30 dias da presidência da CBF, não volte ao cargo. Interinamente, por critério de imagem, o vice-presidente da entidade, Antônio Carlos Nunes de Lima permanece no posto até nova eleição. A denúncia ganhou força após reportagem do site globoesporte.com revelar detalhes da acusação, inclusive com relatos de áudios gravados pela funcionária da CBF. Os 14 patrocinadores da CBF acompanham as investigações.

Author: João Alberto

Compartilhe este post

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.