José Dumont se torna réu por estupro de vulnerável, MP pede a prisão do ator e justiça nega

José Dumont em cena de novela
Reprodução

A Justiça do Rio de Janeiro aceitou na segunda-feira, 07 de novembro, a denúncia contra José Dumont, por estupro de vulnerável. Contudo, negou o pedido de prisão preventiva feito pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) ao ator de 72 anos, com a aplicação de medidas cautelares.

A decisão é do juiz em exercício da 33ª Vara Criminal, Daniel Cotta, e está sob sigilo. A primeira audiência, de conciliação, instrução e julgamento, está marcada para o próximo dia 06 de Dezembro.

Vale destacar que o artista, que acabou sendo afastado do elenco de “Todas as Flores” e substituído por Jackson Antunes, já é réu por armazenar pornografia infantil. O ator chegou a ser preso em flagrante no dia 15 de setembro por adquirir, possuir e armazenar em seu computador e em seu telefone celular, fotografias e vídeos contendo cenas de pornografia envolvendo crianças e adolescentes de diversas idades. De acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente, armazenar imagens de sexo envolvendo crianças é crime.

Ele responde aos dois processos em liberdade, depois de ser solto no dia 12 de outubro com tornozeleira eletrônica, depois que a Justiça considerou que não cabia a determinação de prisão preventiva (sem prazo) no crime pelo qual o ator está sendo processado.

Author: Mariana Queiroz

Compartilhe este post

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.