As sandálias de Jailson Marcos

Quem diria que uma demissão inesperada e uma indenização bem aplicada fariam surgir uma marca de sucesso como a das sandálias do Jailson Marcos? Pois foi assim, após ser demitido da empresa onde trabalhava, que Jailson deixou o Recife com destino a São Paulo e começou a produzir cintos e bolsas de modo artesanal. “A demissão me preocupou, mas me fez sentir um alívio enorme”, conta o artista, “pude começar a trabalhar com arte e moda, que era o que me encantava.” Hoje, Jailson Marcos é rapidamente reconhecido em suas sandálias pelos quatro cantos do país. Criou a tendência da palmilha estendida, que virou sua marca registrada de sucesso.

Jailson Marcos - Crédito: Larissa Lins/DP/DA Press

As sandálias características de Jailson Marcos - Crédito: Larissa Lins/DP/DA Press

A inspiração para produzir seus sapatos e sandálias flui de modo espontâneo e natural, sempre buscando inovações sem perder sua assinatura. As primeiras criações aconteceram ainda na época que passou em São Paulo, onde conheceu um artesão que lhe ensinou as primeiras técnicas. De volta ao Recife, ele abraçou o ramo do designer de sandálias e desde então já experimentou matérias-primas que vão da casca de árvore à palha de coqueiro. Agora, Jailson está empenhado em concluir sua Coleção Premium, toda desenvolvida a partir do couro.

Os primeiros da Coleção Premium, feita a partir do couro - Crédito: Larissa Lins/DP/DA Press

A marca Jailson Marcos, que já tem pontos de venda em diferentes estados brasileiros, emprestou sua cara recentemente para compor o figurino de algumas novelas famosas, calçando o personagem do ator Wolf Maya em um folhetim deste ano. Apesar da visibilidade estrondosa, Jailson não pensa em industrializar ou massificar sua produção. “Quero manter a tradição artesanal”, fala o artista, que administra em sua residência a fábrica e o ateliê de suas produções. “A demanda aumentou muito, mas quero manter as coisas exclusivas, personificadas”, comenta ele, que dá liberdade aos clientes para adaptarem os calçados. Jailson já teve algumas experiências de venda no exterior e conta com uma cliente fixa na Espanha, que anualmente leva diversos pares de sua coleção, todos elogiados lá na Europa.

As prateleiras repletas de sandálias de Jailson - Crédito: Larissa Lins/DP/DA Press

Como todo bom artista, Jailson gosta de trabalhar em cima de seus próprios modelos já criados, reconstruindo e readaptando detalhes. Suas sandálias – inspiradas naquelas tradicionais de nossa cultura e quase sempre vistas em mercados públicos – são atemporais e independem das estações. Mas, claro, são favorecidas pelo clima de verão que aqui no Nordeste segue pelo ano inteiro, já que a maioria dos modelos assume o estilo aberto e despojado. Na época das chuvas, Jailson aproveita para fazer seu laboratório e se recolhe debruçado sobre novas inspirações. Conheça-o no vídeo abaixo e veja como Jailson apresenta seu trabalho:

Imagens: Larissa Lins // Edição: Tatiana Sotero

Para um futuro próximo, o artista já arquiteta a colocação de quiosques de sua marca na capital pernambucana para centralizar as encomendas. Em breve, cintos e bolsas devem se juntar à sua coleção de sandálias. Na galeria abaixo, confira alguns cliques do ateliê do Jailson, repleto de objetos decorativos em forma de sapato, além de estantes lotadas de suas obras de arte para os pés.

Leia mais matérias da série Moda Made in Pernambuco:

Os acessórios de Maria Ribeiro

Autor:: admin

Compartilhe este post sobre