Uma medalha milagrosa em Paris

Fotos: JAMS/

aaamedalha2

Uma visita imperdível, especialmente para os católicos, é o Santuário da Medalha Milagrosa, em Paris. Na sua capela a Virgem Maria apareceu em 1830, a uma noviça das Filhas da Caridade, Santa Catarina Labouré, para oferecer ao mundo uma medalha. Este simples objeto, destinado a todos sem acepção de pessoas, resume, pelo seu rico simbolismo, os mistérios da fé cristã.

A imagem de Santa Catarina

A imagem de Santa Catarina

Segundo fontes da época, relatos da própria vidente e documentos da Igreja Católica, Catherine de Labouré (Catarina) viu Maria por três vezes, em julho, novembro e dezembro de 1830. A jovem francesa, vinda da Borgonha, havia chegado ao convento naquele mesmo ano e era devota de São Vicente. Quando exumaram o corpo da santa, ele estava intacto. Segundo os relatos, até mesmo os olhos de Catarina, de uma cor cinza-azulada, estavam inteiros. Ciência ou fé, o fato é que ele está lá, bem visível. O difícil é tirar foto, pois as pessoas ficam ajoelhadas bem em frente.

A entrada do santuário

A entrada do santuário

 

Quando estoura em Paris, em fevereiro de 1832, uma epidemia terrível de cólera, que fará mais de 20.000 mortos, as Filhas da Caridade começam a distribuir as primeiras medalhas. As curas multiplicam-se, assim como os sinais de proteções e conversões. Algo extraordinário acontece! O povo de Paris chama então a medalha de “milagrosa”.

A hist´poria da Medalha Milagrosa

A hist´poria da Medalha Milagrosa

 

Não é fácil chegar lá, pois a entrada fica na Rue Du Bac, bem discreta, pode-se passar por ela sem sentir. A melçhor dica é poegar o metrô e soltar na estação Sèvres-Bavulone, que fica pertinho. É um lugar de muita fé e oração. Na capela existe uma imagem de Santa Catarina Labouré, para quem Nossa Senhora das Graças apareceu. Na saída, todo mundo sai com várias dessas medalhas, capazes de fazer milagres. Dizem até que Nossa Senhora gosta de receber pedidos e atendê-los a quem tiver uma dessas medalhas.

O altar principal

O altar principal

A Capela

A Capela

 

 

 

Author: João Alberto

Share This Post On