O vexame rubro-negro

Sport

Sport

Com o elenco mais caro do futebol nordestino, o Sport vem colecionando fracassos. Teve uma participação pífia na Copa do Nordeste, diante de clubes sem expressão, perdeu a classificação para a final do Campeonato Pernambucano diante do Salgueiro e agora só falta perder o 3º lugar para o Central e ficar fora da Copa do Nordeste e Copa do Brasil do próximo ano.

E a torcida do rubro-negro parece que advinhava, pois o público de 22 mil pessoas na Arena Pernambuco foi bem menor que o registrado em outras partidas do time. A verdade é que o técnico Eduardo Batista, depois de ganhar as duas competições no ano passado e ter conseguido vaga na Sul-Americana, mesmo depois de oito partidas sem vencer na Série A, mostra sua falta de experiência: não conseguiu fazer um estilo de jogo, fez substituições ruins e privilegiou alguns jogadores. Em várias partidas, com toda razão, saiu vaiado. E suas justificativas na entrevista no final da partida foram completamente sem sentido.

Para a grande maioria dos torcedores, com este técnico e com este elenco, o Sport caminha para continuar a série de vexames deste ano na Série A. O presidente João Humberto Martorelli deve fazer uma avaliação isenta e correta do atual quadro, junto com seu vice-presidente de futebol Arnaldo Bastos.

Author: João Alberto

Share This Post On