Fenearte chega à 16ª edição com recordes e homenagens

Mestre Nuca de Tracunhaém. Crédito: Rildo Moura/Reprodução

Mestre Nuca de Tracunhaém.
Crédito: Rildo Moura/Reprodução

A Fenearte vai abrir as portas no próximo dia 2 de julho e segue até o dia 12 no Centro de Convenções de Pernambuco. Este ano, o homenageado será o poeta popular Lourival Batista conhecido como Louro do Pajeú, e o artesão Manoel Borges da Silva, lembrado como Mestre Nuca de Tracunhaém. A organização espera um total de 320 mil pessoas circulando durante os dias de feira e uma movimentação financeira de cerca de R$ 40 milhões. Todos os detalhes do evento foram divulgados hoje em coletiva de imprensa no Centro de Artesanato de Pernambuco comandada pela primeira-dama Ana Luiza Câmara, pelos secretários de Desenvolvimento Econômico Thiago Norões, de Turismo, Esportes e Lazer, Felipe Carreras, além de Márcia Souto (Fundarpe), Eugênio Guimarães (AD Diper), Bruno Herbert (Recife Convention Bureau) e Ana Dias (Sebrae).

Louro do Pajeú. Crédito: Reprodução Internet

Louro do Pajeú.
Crédito: Reprodução Internet

Quando o assunto são os expositores, vários recordes. Pela primeira vez na feira 51 países participam com estandes. Entre os inéditos, Coreia do Sul, Estados Unidos, Inglaterra e Kuwait. Recorde também no número de prefeituras e associações participantes, sendo 76 e 73 respectivamente. Serão cerca de cinco mil expositores divididos em 800 estandes. Desse total, 75% são de artesãos e artistas pernambucanos.

Renata e Eduardo Campos na XII Fenearte, em 2011. Crédito: Nando Chiappetta/DP/D. A Press

Renata e Eduardo Campos na XII Fenearte, em 2011.
Crédito: Nando Chiappetta/DP/D. A Press

No tapete vermelho da entrada, além da Alameda dos Mestres Janete Costa, da Escolinha de Arte do Recife e do Salão de Arte Popular Ana Holanda, haverá um espaço para homenagear Renata e Eduardo Campos. Por iniciativa dos mestres artesãos pernambucanos, o espaço receberá uma pequena exposição com peças de arte popular que fazem parte do acervo da família Campos, além de um video wall com imagens de Renata e Eduardo em edições antigas da feira.

Imagem ilustrativa. Crédito: Daniela Nader/Divulgação

Imagem ilustrativa.
Crédito: Daniela Nader/Divulgação

No mezanino, funcionarão uma galeria em homenagem a Louro do Pajeú e Mestre Nuca, a Passarela Fenearte, com desfiles de moda de iniciativas locais, além da Galeria de Reciclados, espaço para oficinas gratuitas, teatro infantil e o restaurante Santo Expresso Café, que sai do piso térreo. No lugar do restaurante, a novidade é que será armada uma tapiocaria.

Fenearte - Foto: Divulgação

Fenearte – Foto: Divulgação

Por fim, na praça de alimentação, será montado o palco de shows e apresentações. A programação, montada pela Fundarpe, será completamente voltada para artistas locais, com apresentações de poesias, cantadores, cirandas e caboclinhos. Os ingressos custarão R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia) de segunda a sexta e R$ 12 (inteira) e R$ 6 (meia) no final de semana. As entradas estarão à venda na bilheteria do local e em um stand montado no Shopping Tacaruna, de onde também sairá um transfer gratuito para o Centro de Convenções a cada 15 minutos.

Author: Beatriz Pires

Share This Post On