Um acordo difícil de ser cumprido

Eduardo Cunha -  Crédito: Gabriela Korossy/Câmara dos Deputados

Eduardo Cunha – Crédito: Gabriela Korossy/Câmara dos Deputados

 

Nesse acordo que está estaria em andamento entre o Planalto e Eduardo Cunha fica estabelecido que Dilma Rousseff e ministros palacianos não investirão, publicamente, contra o presidente da Câmara. O primeiro round do acertado será na Comissão de Ética. O partido-chave desse armistício é o PMDB. Os que não formam pró-Eduardo deverão rever suas posições, ganhando brindes do Palácio. Detalhe: se a sigla não consegue controle total de seus deputados, o esquema poderá ruir.

Author: João Alberto

Share This Post On