As revelações de Mariana Ximenes

Mariana Ximenes/TV Globo/Divulgação

Mariana Ximenes/TV Globo/Divulgação

 

A revista 29HORAS, publicação oficial do Aeroporto de Congonhas/SP, destaca em sua capa a entrevista exclusiva com Mariana Ximenes. A atriz conta como começou sua carreira, as aventuras que já viveu dentro e fora das telinhas e sobre seus projetos mais marcantes. A edição de janeiro também apresenta um especial sobre a América do Sul.

Nascida em uma família sem veia artística, Mariana correu atrás de seu sonho desde garota, cursando teatro na escola Célia Helena (formação de atores). Foi lá que viu sua carreira crescer com campanhas publicitárias e uma oportunidade em “Fascinação”, novela do “SBT”. No primeiro teste realizado por Amora Mautner, então assistente e hoje diretora de núcleo de “A Regra do Jogo”, a atriz revela: “Eu era muito insegura. Se sou hoje ainda, imagina com 17 anos? Mas eu senti ali que seria dessa vez”.

Dos trabalhos mais recentes da Mariana que serão lançados este ano estão “Zoom”, de Pedro Morelli, que foi gravado com Gael Garcia Bernal, “Prova de Coragem”, adaptação de Roberto Gervitz para “Mãos de Cavalo”, livro de Daniel Galera, e o longa “Um Homem Só”, de Claudia Jouvin, no qual interpretou uma coveira ao lado do ator Vladimir Brichta, passando seus dias em um cemitério de animais. Foi com este filme que a ruiva foi premiada como melhor atriz no último festival de Gramado. “É muito doido, por que cada personagem me manda fazer uma coisa nova”, afirma. “Eu tenho uma psicanalista só para construção de personalidades. É um divã para personagens. A Clara era uma psicopata. Então eu tenho que compreendê-la para poder fazer”, explica a atriz se referindo a sua atuação em “Passione”, no qual interpretou a vilã ao lado de Reynaldo Gianecchini.

Para dividir a vida com Mariana é preciso entender que ela não é apenas uma atriz intensa com uma agenda cheia, pois ela também tem um lado 100% aventureiro. Quando não está viajando a trabalho, a atriz está no avião querendo desbravar novos lugares e novas culturas. Ximenes relata lugares que mexeram com ela, como o safári na Tasmânia, a cultura chinesa e a própria Índia. Seu namorado, o empresário italiano Filippo Cattaneo, já entendeu este estilo arrojado e topou ir com ela para a Amazônia, em uma viagem de barco, dormindo em rede, sem privacidade, com 18 pessoas. “Sou uma pessoa aventureira. Para estar comigo tem que gostar disso e ter bom humor e leveza. Porque nessas viagens tem situações complicadíssimas. Na Índia tem coisas lindas, mas tem perrengue também. Então tem que ter humor pra ter leveza”, completa.

Ligada à família e louca por crianças – só de afilhados tem quatro –, ela confessa que por ora ainda não pensa em ter filhos. “Não tenho pressa e hoje é possível ser mãe mais tarde, a vida biológica ficou mais longa”, conta. Para Mariana, o maior desafio hoje está na educação. “Todos os problemas que estamos vendo são reflexo da educação, que vive um retrocesso, uma paralisia. Se essas crianças são educadas desde cedo a terem valores, caráter, ética e respeitar as diferenças entre religiões, sexo, gêneros e raça, teremos jovens e adultos muito mais conscientes no futuro. E aí melhora tudo: a criminalidade, a política e até o assédio”.

Author: João Alberto

Share This Post On