Um belo exemplo para deputados faltosos

Após ser diagnosticado com a gripe H1N1 e passar por um cateterismo em razão de problemas cardíacos na semana passada, o deputado Washington Reis (PMDB-RJ) está de volta a Brasília para votar a favor do impeachment de Dilma Rousseff. Ele chegou neste sábado acompanhado de um cardiologista e um clínico geral, que viajaram com ele.

Cortejado pelo governo e aliado do líder do PMDB na Câmara, Leonardo Picciani (RJ), o deputado declarou ao GLOBO nos últimos dias a decisão de votar a favor do impedimento de Dilma. Reis disse que passou mal no voo e quase desmaiou, mas que “valerá o sacrifício”.

— Cheguei ontem, trouxe cardiologista e clínico geral. Passei muito mal no voo, suei frio. Mas daqui a pouco estou na Câmara votando a favor do impeachment — disse Reis . Ele contou que, após os diagnósticos virem a público, vem sendo pressionado por eleitores e pela oposição, que acharam que ele poderia se ausentar neste domingo, o que beneficiaria o governo. Os oposicionistas precisam de ao menos 342 votos para que o processo seja aprovado.

— Achando que eu fosse faltar, colocaram o meu telefone na rede. Era uma ligação atrás da outra, coloquei até meu filho de 12 anos para atender, mas eu confirmei para todo mundo que não faltaria. Alguns poucos me xingaram e eu xingava de volta — disse.Ele criticou as ofensivas do governo, que vem oferecendo cargos a deputados aliados em troca de apoio para barrar o impeachment:— Patrimônio político não se troca por boquinha, o governo está fazendo qualquer negócio – criticou.

Acabou tendo seu pedido atendido por Eduardo Cunha e foi o primeiro a votar.E o primeiro sim

 

Author: João Alberto

Share This Post On