Sobreposição e tricô entre as principais tendências do Minas Trend Preview

Por Larissa Lins

Se o Salão de Negócios -promovido em paralelo aos desfiles – no Minas Trend Preview deste ano seguiu a linha de colocar nas araras tendências para a moda festa (as rendas, rococós, bordados, telas, transparências, saias longas e volumosas), as passarelas apontaram as propensões do figurino casual. Os únicos vestidos longos a atravessar o red carpet eram sóbrios, elegantes, adequados antes a reuniões sociais que a bailes. Se valiam do tricô, da estamparia e das aplicações manuais para atenuar a formalidade do comprimento.

Crédito: Minas Trend / Divulgação

Crédito: Minas Trend / Divulgação

Na elogiada coleção de Lucas Magalhães, elementos afetivos enfeitam as peças de alfaiataria impecável. Combinam informalidade e elegância. Poás, composições em xadrez, tatuagens, azulejos. Lucas integra o grupo Nohda, junto a Patrícia Bonaldi e Luiz Cláudio e festejou com os dois parceiros a inauguração da primeira loja do trio em Belo Horizonte, na última quinta-feira. Embora sejam apostas do outono-inverno 2017, as roupas seguem o formato see-now-buy-now e já estão à venda. Os tênis, objeto de desejo entre a plateia do desfile, foi lançado neste sábado em parceria com a Fiever.

Crédito: Minas Trend / Divulgação

Crédito: Minas Trend / Divulgação

Já na coleção assinada pela mineira Raquell Guimarães, à frente da Doisélles, o tricô e a lã são os protagonistas. Coturnos austeros e maquiagem “rabiscada” – assinada por Ricardo dos Anjos – desconstroem o glamour que as peças, luxuosas porque feitas à mão, imprimem à coleção. Nisso também, formalidades são quebradas. O desfile de Raquell não é festa, mas protesto: músicas de Criolo (que assistiu à apresentação na plateia) compõem a trilha sonora, entrecortada por falas da própria estilista sobre ressocialização, justiça e perdão. Isso porque Raquell adota mão de obra de presidiários na confecção de suas peças, através de oficina instalada na Penitenciária Professor Ariosvaldo de Campos Pires, em Juiz de Fora. No casting, a Doisélles incluiu, pela primeira vez, uma detenda: a ganhadora do concurso Miss Prisional, Marcella Moreira.

Crédito: Minas Trend / Divulgação

Crédito: Minas Trend / Divulgação

Atreladas às bandeiras sociais da marca, Raquell assumiu outras apostas: silhuetas andróginas, as franjas e o uso de malharia – outro ponto inédito nos desfiles da Doisélles. No sentido desses esforços e destemores, Raquell Guimarães foi a protagonista do Minas Trend Preview deste ano. Reverberou mensagens fora da caixa, transbordou o universo da moda e imprimiu – com sofisticação e severidade – uma importante mensagem social.

ellus-ja

Entre tendências de adesão imediata, a Ellus investiu nos shorts extracurtos, na jaqueta bomber em cetim e nas bolsas coloridas. A Miss Brasil Raíssa Santana participou do desfile – uma releitura da primavera-verão 2017 exibida no SPFW. Os looks monocromáticos, sobretudo brancos, foram destaque na coleção da Ellus 2nd Floor e da Modem, que apostou também na sobreposição de peças. Este último trend, inclusive, reproduzido no desfile da Plural, nas primeiras filas da plateia e entre os frequentadores do evento. É hora de sobrepor camisetas, camisas de botão e blusas de alcinha. Das mais simples às mais trabalhadas.

ellus-ja-2

Caimentos e combinações clássicas deram o tom, ainda, da coleção outono-inverno 2017 de Victor Dzenk, uma das mais aguardadas na fashion week mineira. Camisaria e amarrações elegantes protagonizaram o desfile. Natália Pessoa (Faven) foi na contramão: misturou cores e formas geométricas com inspiração no poema Carnaval, de Manuel Bandeira, especialmente em personagens típicos, como o Arlequim e a Colombina.

BELEZA – À exceção da maquiagem semelhante a um rascunho (metade do rosto rabiscado, metade cara lavada) escolhida para o desfile da Doisélles, dos penteados adotados na coleção de Natália Pessoa e do (infeliz) gel aplicado sobre os cabelos na performance da grife Victor Dzenk, a beleza dos castings era a mais natural possível. Cabelos ondulados, soltos, propositalmente bagunçados. Rosto com contornos suavizados, iluminação estratégica e batons nude ou gloss. O realce à beleza natural segue como destaque nas passarelas.

Autor:: Tatiana Sotero

Compartilhe este post sobre