Emicida teve estreia impactante no São Paulo Fashion Week

selospfw-n42

A repórter viajou a convite do SPFW

Crédito: Zé Takahashi/Agência Fotosite

Crédito: Zé Takahashi/Agência Fotosite

A LAB, marca dos irmãos Emicida e Evandro Fióti, que começou com camisetas temáticas lançadas nos shows, cresceu e estreou na passarela do São Paulo Fashion Week em grande estilo, com direção do estilista João Pimenta e todo o movimento que vem das ruas, baseado em um street revisitado com corte de alfaiataria, cheio de comprimentos longos, moletons, quimonos, capuz e grafismo.

Crédito: Zé Takahashi/Agência Fotosite

Crédito: Zé Takahashi/Agência Fotosite

Crédito: Zé Takahashi/Agência Fotosite

Crédito: Zé Takahashi/Agência Fotosite

Crédito: Zé Takahashi/Agência Fotosite

Crédito: Zé Takahashi/Agência Fotosite

Emicida deu voz à trilha sonora, cantou durante toda a apresentação, sentado ao lado de Costanza Pascolato na primeira fila. Na passarela, modelos reais, com um casting que explorava todos os tipos de corpos, modelos negros e até plus size.

Crédito: Zé Takahashi/Agência Fotosite

Crédito: Zé Takahashi/Agência Fotosite

Crédito: Zé Takahashi/Agência Fotosite

Crédito: Zé Takahashi/Agência Fotosite

Crédito: Zé Takahashi/Agência Fotosite

A pele dos modelos não tinha quase nada de maquiagem – Crédito: Zé Takahashi/Agência Fotosite

Em uma das entradas triunfais estava o cantor Seu Jorge, vestindo uma saia longa plissada, ovacionado pelo público. Grande parte da coleção deste desfile foi feita para ser comercializada, com exceções para os modelos de kimonos, que sairão em pequena escala, mas as camisetas, bermudas, tênis e outras peças fundamentais já estão à vendana loja online da LAB. “O dia em que a favela invadiu a fashion week”, disse Emicida ao fim do desfile. Ele encerrou a apresentação cantando na passarela e estendeu para um show no lounge do evento. Lo-ta-do.

Crédito: Zé Takahashi/Agência Fotosite

Crédito: Zé Takahashi/Agência Fotosite

Autor:: Thayse Boldrini

Compartilhe este post sobre