Um dura disputa na Academia Brasileira de Letras

academiabrasileira

O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal Erus Grau, conhecido por sua literatura erótica, sofreu sua quarta derrota ao tentar entrar na Academia Brasileira de Letras. Teve 15 votos contra 23 de Edmar Bacha na escolha do substituto de Evaristo de Moraes Filho. O pernambucano Raimundo carrero também foi candidato, mas sem fazer campanha e com o radicalismo na disputa entre os dois candidatos, acabou não recebendo um só voto.

Autor:: João Alberto

Compartilhe este post sobre