Prédio da Livraria Cultura tem novo projeto com foco na cultura, lazer e negócios

Por Claudia Eloi/Diario de Pernambuco

Pelo novo projeto, a livraria tradicional conviverá com uma livraria digital que estará sintonizada com e-commerce de livrarias – Foto: Paulo Paiva / DP

O prédio da Livraria Cultura, no Paço Alfândega, tem um novo destino: será um modelo de negócio plural e multiuso. A empresa Cais do Recife, que construiu o estacionamento e o Paço Alfândega, está trabalhando num novo projeto para ocupação não só do espaço da livraria, como também da cobertura do prédio e os dois blocos de estacionamento. A proposta é entregar em 90 dias à população o novo empreendimento de convivência, negócio, cultura e lazer.

Após oito anos de disputa judicial, os antigos proprietários do Paço Alfândega conseguiram, em maio deste ano, a devolução do prédio do edifício-garagem, onde ficava a Livraria Cultura e a Casa de Recepções Arcádia. Em março, os donos da Cultura encaminharam um ofício à empresa administradora do Complexo Paço Alfandega comunicando que não tinham mais interesse em continuar como locatária do imóvel. A proposta agora é fazer um projeto integrado numa área total de 7.800 metros quadrados, nos dois blocos disponíveis. A Cultura ocupava um espaço de 2.500 metros quadrados, a cobertura 2.100, além de 3.200 metros no térreo do outro bloco do estacionamento.

Os proprietários prometem manter a vocação cultural do local combinada com serviços tecnológicos. “O que importa é o que vamos fazer naquele espaço. Qual a oportunidade que temos para ocupar da melhor maneira possível de forma que aponte para o futuro e para a nova realidade do mercado? Toda crise gera oportunidade e é nisso que estamos focados”, informou o empresário Álvaro Jucá, antigo proprietário do complexo empresarial e que ganhou na Justiça o direito de explorar comercialmente novamente o espaço.

Pelo novo projeto, a livraria tradicional conviverá com uma livraria digital que estará sintonizada com e-commerce de livrarias. Os frequentadores poderão ao mesmo tempo solicitar os livros via internet, desfrutar de boas leituras, assistir a palestras, seminários e participar de lançamentos de livros. Na cobertura do prédio está prevista a construção de um bistrô com comida diversificada. Nos finais de semana haverá happy hour com boa música para dançar, garantem os proprietários.

 

Author: Thayse Boldrini

Compartilhe este post

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.