“Assédio moral o tempo inteiro”, diz Juju Salimeni sobre fase de Panicat

Foto: Reprodução/Internet

Conhecida nacionalmente como uma das gatas do programa Pânico, que passou por RedeTV! e Band, Juju Salimeni revelou como se sente em relação ao seu passado na programação de TV. Em entrevista ao podcast de Joel Jota, a ex-panicat abriu o jogo e revelou que, atualmente, enxerga as brincadeiras com outro olhar.

“Acho que abuso sexual, muitas mulheres passaram. Abuso psicológico eu arrisco a te falar que 100%. Pouquíssimas não passaram. Hoje eu reconheço. Classifico o que eu passei no Pânico como abuso total (…) Era assédio moral, por você estar ali sendo humilhada. Tem jeitos e jeito de brincar. Hoje as mulheres conquistaram um espaço maior e respeito. Hoje é inadmissível tratar uma mulher do jeito que eles tratavam. Era um assédio moral o tempo inteiro”, disse.

Juju também relembrou comentários ao longo de sua participação no Pânico e afirma que tanto ela e outras modelos eram vistas como garotas de programa. “Acha que se oferecer qualquer coisa, ela vai, que vive disse. Mal sabe o povo o tanto que a gente trabalhava. As pessoas pagavam, pode não ser muita coisa para uma atriz, mas dez mil reais para você ficar uma hora numa festa (…) Você acha que a menina precisa fazer programa? A gente fazia esses eventos de segunda a segunda. Eu não tinha agenda. Era balada, academia, inauguração de salão de beleza. Não faltava”, revelou.

Author: Mariane Magno

Compartilhe este post

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.